Profissão em alta: entenda a carreira de gestor de e-learning

A grande demanda de soluções de EAD representa oportunidades de trabalho, como o de gestor de e-learning. Entenda o perfil desse profissional, o que faz, quanto ganha, quais desafios enfrenta e como entrar no mercado de ensino a distância

Guilherme Ludwig

O cenário da educação a distância no Brasil é promissor. De acordo com o Censo EAD.BR 2012, nesse ano aproximadamente 6 milhões de matrículas foram efetuadas em cursos livres, graduações, pós-graduações e matérias a distância de cursos presenciais. O aumento em relação a 2011 é de 52,5% e a tendência é que continue crescendo.

A grande demanda de soluções de ensino a distância representa oportunidades de trabalho nesse mercado, como o de gestor de e-learning. Em alta, a carreira é uma boa opção para quem pretende embarcar nessa promissora área.

A consultora Daniela Augusta, especialista em EAD e com mais de 10 anos de experiência, destrincha a carreira de gestor de e-learning para a gente. Entenda o perfil desse profissional, o que faz, quanto ganha, quais desafios enfrenta e como entrar no mercado de ensino a distância.

O que faz o gestor de e-learning?

O profissional é responsável por alinhar as ações de ensino às estratégias da organização. A tarefa exige cuidados que vão do planejamento à execução do projeto, articulando todas as etapas em conjunto com as áreas e profissionais envolvidos. Entre as atribuições, formação da equipe, escolha da plataforma de ensino, definição do conteúdo, acompanhamento e monitoramento das ações de comunicação e aprendizagem, bem como avaliação dos resultados.

Qual o perfil desse profissional?

Precisa ser um bom comunicador, negociador e um excelente estrategista. O gestor deve conhecer profundamente o negócio da empresa em que atua. Também deve ter noções de produção de conteúdo para web, recursos didáticos e sistemas de entrega.

Normalmente, o gestor de e-learning é um profissional de RH, devido a sua experiência com processos de treinamento e desenvolvimento. Há espaço também para profissionais de áreas envolvidas com EAD, como comunicação, tecnologia e pedagogia.

Quais os maiores desafios da profissão?

Lidar com projetos complexos que exigem a coordenação de equipe multidisciplinar, estruturada por competências, é um grande desafio. A flexibilidade é outra exigência. O profissional precisa se moldar às necessidades de cada projeto e garantir o bom relacionamento entre cliente e fornecedor.

Como é o mercado?

A demanda de soluções de EAD por instituições de ensino e corporações é alta, mas a oferta de profissionais qualificados é escassa. O título para o cargo geralmente é “Gestor de Projeto E-learning” e “Consultor de Projetos E-learning”. Para esses, o ganho mensal médio varia de R$3 mil a R$8 mil, dependendo do porte, segmento e região da empresa.

Como se capacitar para o mercado?

Existem diversas opções de qualificação para ingressar na área de gestão de e-learning. São cursos profissionalizantes de curta duração que introduzem o profissional às competências da função, como o “Formação do Profissional de E-Learning”, fornecido pela webAula S/A, empresa especialista no ramo. O aperfeiçoamento vem com a prática e treinamentos realizados ao longo do tempo.

Fonte: Administradores.com.br
Link: http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/profissao-em-alta-entenda-a-carreira-de-gestor-de-e-learning/76585/